segunda-feira, 17 de novembro de 2014

2 Anos e 23 dias depois...

Ao décimo sétimo dia do ano da graça do mês de novembro de dois mil e catorze encerra-se assim, sem solenidade, e com uma lagrimazinha no olho este blog.
O propósito era dar conta das aventuras sexuais de uma mulher que não tem papas na língua mas sim pila na boca e esse propósito iniciou-se de forma a escapar-me a um ex-namorado aborrecido.
No entretanto, e após término desse aborrecimento, encontrei o meu actual Adão e ao descrever algumas peripécias nossas não posso deixar de sentir que estou a "instagramear" o momento deixando que algum do seu misticismo se perca nessa tentativa de decorar o mínimo detalhe da aventura.
É como estar mais preocupada em fotografar a comida do que a comê-la.
Assim sendo, visto o propósito do blog se ter transcendido pela vida da Maria, enquanto Eva, aqui enterro, não o blog, mas o seu propósito, porque cá eu, Maria, hei-de voltar garantidamente noutro formato... ou no mesmo... Nunca se sabe.
Um bem haja a quem me acompanhou durante este percurso.
Foi delicioso.

Tenho finalmente dito. 

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Ando muito fugidia daqui ...

... por isso a vossa obrigação é chicotearem-me!

Assim sendo, e como quando regresso é em força, aquilo que tenho hoje para dizer é que:

#ALERTA POST DE MERDA#


Estava eu a defecar, na minha maior paz de alma, quando os resíduos da minha alimentação decidiram unir-se qual reunião das bolas de cristal do Dragon Ball e sairem alinhadinhas qual alheira de mirandela feita com muitas galinhas... a única não semelhança é que não era mole como a alheira. Vai daí que penso:
Se já custa tanto a sair, quanto mais um granda marsápio a entrar. E vai daí que concluí: Abençoados fabricantes de lubrificantes.
É isto meus senhores.
Tenho dito.

#Eu avisei#

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

BEBENDOOOOOOO

Tenho que admitir que esta música me faz rebolar no chão de tanto rir...
É sem dúvida uma óptima banda sonora para uma segunda feira!
Depois não digam que eu não sou fixe e que não partilho coisas giras com bocemessês...

Ainda hei-de fazer uma música destas mas usando o mote: "PINANNNNNNNNNNNDOOOOO ..."

Tenho dito.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Costuma dizer-se que...

alguém faz trabalho de chinês quando o trabalho é chato e repetitivo.
Ora pois que ainda não chegou o Halloween mas eu já estou bem "mascalada".

ARGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGH QUERO PINAR.

Tenho pito. er... dito.

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

A solução pra tudo isto

É realmente fazer um bico ao prego.
E que depois nos preguem a nós.
E depois da intensidade do preganço, espetem o prego devagarinho até sentirem que está mesmo no ponto.
É disso que eu preciso quando ando azeda.
À quinta feira faço um bico ao prego e a vida torna-se mais branca :P

É isto.
Tenho dito.

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Da lírica Kizombiana...



"Como é que eu vou-ti explicá... tudo o qu'eu sinto ué...
... meu coração tem buéde mambos que nunca sai pela boquê ..."


É preciso dizer algo mais?
Também achei que não.
Tenho dito.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Vou ingressar na política

Meus caros seguidores,
venho por este meio, junto de V.Exmas., informar-vos de que eu, e a NTW vamos criar um movimento político de seu nome PILA - Movimento pelas mulheres que sentem que gostariam de ter uma.
Aqui não descriminamos as razões pelas quais gostariam de ter uma pila.
Tanto pode ser uma pila literal e verdadeira, como uma pila metafórica no sentido de se levar a vida com mentalidade de homem (mas daqueles homens práticos com P grande... P de pila e de Prático).
Venham daí todas as mulheres que sempre sonharam em ter uma pila, seja ela dentro (do corpo metafísico ou mete no físico) e vamos levar ao Parlamento a facilidade de lidar com emoções e desprovimento hormonal das razões extra humorais que temos em dias que não era suposto.
Por tudo isto, e porque a política é feita para nos foder, que seja um movimento PILA a fazê-lo.

SE É PRA NOS FODER, QUE SEJA COMO DEVE SER!

PILA!
PILA!
PILA!

Juntem-se a nós.

Tenho dito.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Ele há merdas...

... que uma pessoa não pode deixar de assistir e sentir o ácido gástrico a toldar-lhe as dentuças.

E depois, para não causar o pânico, engole-se o ácido e fica-se a corroer por dentro.

É assim que as meninas grandes fazem...


MY ASS!

Tenho dito.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Não bebas mais...

Ora pois que depois de eu hoje ter acordado de um sonho em que um professor de Português discutia comigo a alto e bom som que "leite" era uma metáfora para "aquilo que as mães dão aos filhos em pequenos" e que não era um nome comum como eu tinha escrito que era, penso que está na altura de deixar de beber aquilo que nunca bebi, por isso, vou começar a beber, e não é leite, é vinho meus senhores.... VINHO!

Tenho dito.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Eu pra uma amiga:

"Vais-me desculpar, mas com essa atração toda que estás a sofrer pelo sexo masculino parece que estás envolta assim numa nuvem fofa cor-de-rosa, assim tipo algodão doce ...

(SILÊNCIO PROFUNDO)


... e que eles sentem que te falta o pau."





E é isto meus senhores.
Tenho dito.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Da vida ocupada que levo

Entre danças diferentes,
Entre gentes diferentes,
Entre energias diferentes,
Mas sobretudo dentro daquilo que sou,
tenho vindo a experimentar mundos distintos,
caricatos, sexies (?), e até mais ousados.
Do hip hop relaxado, ao tango delicado e ardente,
passando pelas danças de salão com um cha cha irreverente,
Detenho-me sobre um swing acelerado, e um burlesco inacabado,
E termino de braços no chão, alongando para a dança no varão.
Tudo isto são hipérboles, daquilo que andei a tentar, desde o conduzir até ao reanimar.
E o melhor de tudo isto foi a minha motivação, porque foi a verdadeira razão.
A ninguém nada tenho que provar, mas eu, só eu, posso decidir avançar, melhorar.
Nunca pensei poder dizer então, que vos socorrerei se me cairem no chão,
que a respiração é a chave para uma vida sã,
e que já conduzo tranquila como se não houvesse amanhã.
Tudo isto num envelope lacrado que é um corpo cansado,
mas uma Eva melhor, posso dizê-lo, é verosímil, mas tenham lá calma... como se isso fosse possível.
Ahahah.

Um beijo terno a todos, de uma Eva com o coração cheio de aventuras.
Tenho dito.


Ps. Óbvio que com tanto a acontecer... O que é que ficou pra trás? FODER. 

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Da maralha que entra prá universidade

Olhamos para eles nos olhos e eles de olhos no chão recolhem-se mais ainda sobre si mesmos.
Não consigo deixar de pensar que eles são tão "Rawzinhos".
Oiço uma conversa:
"Porque é que vieste pra aqui?"
-"Oh.. conheci uma miúda... ... e também porque queria estudar claro!"
E aí páro de criticar internamente.
Há beleza nisto tudo sim.

Tenho dito.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

O universo é divertido sim senhor

Dadas as últimas novidades da minha viding só tenho a dizer que sim senhor Universo eu tenho as costinhas largas, mas há tanta gentinha aí com coninha bem mais larga que as minhas costas, com certeza que a tendo dessa forma terão mais capacidade de encaixe que eu nos meus ombros, e vossa Excelsa excelência teima em mandar-me foguetinhos pra mim. Tá bem ... eu sei que isso significa que gostas muito de mim e queres que eu "ganhe a vitória do bem contra o mal" como era na música do sandoca no cú, mas agora a sério... dá-me lá assim alto mimo por eu ainda não ter partido esta merda toda, dá!

Obrigada e adeus.

Tenho dito.


segunda-feira, 8 de setembro de 2014

É tempo...

Já que és grande pra foder, também és grande pra crescer.

Agora aguenta e não chora!
E se chorares outra vez, limpa o ranho e segue em frente FODA-SE!



Tenho dito.

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

As mulheres também choram

As mulheres.
Esse ser estranho que é uma mulher para o homem, mas que ainda assim não deixa de o seduzir.
Ser-se mulher é ser-se um espírito sem corpo, uma emoção só com alma.
Ser-se mulher é ser-se mãe, é chorar-se de alegria, é comover-se com partidas, ainda que inevitáveis.
Ser-se mulher é ser-se e sentir-se isto tudo mas nunca parar.
Não paramos por chorar. Não é chorando que avançamos.
Podemos chorar horas a fio, compulsivamente até nos faltar o ar.
Podemos chorar até os olhos doerem e a garganta apertar de tão seca que está em justaposição à cascata que nos mareja o olhar.
Podemos fazer a pior das figuras, ficar até desfiguradas quando choramos, mas, garantidamente, quando se secam os olhos, descruzam-se os braços e vamos à guerra.
Nós conseguimos tudo.
Sabemos o que é a dor, sabemos o que é preciso fazer para atenuá-la, sabemos o que somos e o que conseguimos e melhor que isso, sabemos como o conseguir.
Nós mulheres. Eternas guerreiras de coração nas mãos que entregamos a qualquer batalha.
Desferem-nos golpes, rasgam a carne de que somos feitas e sangramos de uma forma cristalina e salgada que nos faz diluir a dor. Mas não paramos.
Nós mulheres vamos à luta. Nós acreditamos sempre até ao fim mesmo que as lágrimas já nos entorpeçam os pés, nos transtornem o alimento no estomâgo, nos cortem a voz.
Nós mulheres quando secamos as lágrimas somos mais fortes do que qualquer homem que, na sua maioria, por impossibilidade genética nunca há-de sequer sentir um décimo do que sentimos.
Nós mulheres quando vamos à guerra saramos as feridas em menos de nada.
E às vezes isso não é bom.

A queca da vida

Ora pois que me aguentei 4 dias sem tocar um dedinho na minha fofinha pérola d'entrepérolas e não é que ontem não dava descanso ao rapaz!?
É isso mesmo! Mas ele aguentou-se à bronca e ainda superou quaisquer expectativas que eu pudesse sequer ter.
Devo pois dizer que as silhuetas cravadas na parede,
criadas pelo lusco fusco das velas acesas,
e geradas pelo desejo que sucumbia também a um vinho doce,
foram mais do que meras ilustrações do que ali se passou.
Caramba pá! És um fodilhão fantástico!

Enfim..
Tenho dito.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Dizem que a ausência aumenta o desejo

E eu desejo-te cada vez mais porra!

Volta depressa masé pra fazermos uma dança de acasalamento falhada para termos que a refazer vezes e vezes sem conta!

Tenho dito.

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Falso pudor

A sociedade, pelo menos a que eu conheço e que me vai rodeando na rua, no metro, nos centros comerciais, sofre de um verdadeiro falso pudor. É giro não é? É engraçado como uma antítese pode ser enfática ao ponto de nos chocar. A sociedadezinha é falsamente púdica negando o que deseja enquanto bate com a mão no peito e olha para os peitos que deseja e que nus se despregam do corpo de quem faz da arte algo mais do que a mera utilização corporal de brilhantes purpurinas. Há formas de se sentir e de se orgasmear sem sequer tocar alguém, seja homem ou mulher. Se houver paixão para quê o falso repúdio daquilo que entre quatro paredes se desejaria até horrendamente desbravar.
O problema desta nossa sociedade, (mas quem sou eu para comentar ou dizer isso) é esta falta de apreciação verdadeira dos corpos e das artes, sem uma óptica puritanazinha que tão automaticamente embalsama o corpo e o deixa vazio daquilo que ele é só pela facilidade em castrar as sensações através da atribuição de significados e definições científicas daquilo que não tem nem é uma coisa nem outra.

Tenho dito.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Guilty pleasure

Ora bons dias maltinha da grossa :P
Hoje trago-vos mais um pedacinho do meu íntimo e que se constitui como um dos meus guilty pleasures: Música africana.
Apesar de ser repudiada por toda a gente que a nega (mas que se calhar até a dança no seu cantinho) eu cá grito ao mundo que há letras de uma genialidade do CARALHO!
Senão oiçam-me esta categoria:

E melhor do que a letra e toda a lírica QUASE camoniana da coisa... é o vídeo! Há ali com cada corpete que eu roubava.. quer dizer.. que adquiria voluntariamente para preenchimento do meu guarda roupa pois claro.
Enfim, dito isto, só tenho que pedir desculpa ao meu Adão, que me diz sempre que o meu único defeito é gostar destas merdas e conseguir ouvir estas músicas.... mas esta até que tem um ritmo bem engraçado!

Tenho dito.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

O pecado como volúpia

O dito pecado como volúpia tem tudo menos de pecado.
É sagrado, é prazeiroso, e ainda por cima move-nos.
Diria que, de semelhanças com o pecado tem apenas a misteriosidade e o secretismo que, conjugados fazem uma boa esfregadela à coninha lavadinha, numa piscina de ondas...

Com espuma!

Tenho dito.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Quando se está feliz ...

...o caralho do tempo passa realmente depressa! Fodasse.

Deixa-me masé ver se ainda dá pra umas valentes quecas e esquecer-me mais um bocado da correria do dia-a-dia!

E já agora senhora ansiedade que gosta de bater à porta só para ser chata, naquela de "ah e tal é só pra estares preparada para o desconhecido do futuro e quê" ... vá-se foder sim?

Tenho dito.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Fui à praia ...

E não é que esta Ursa viu 3 pilas pendentes enquanto o Adão só viu 2 pares de mamas (1 par delas descaídas)?

Quem ganhou?

Eu, pois claro.

Tenho dito.

Adenda ao post anterior: Sim sim, sorriam com malícia porque eu andei a dar uma quecada na minha cama de adolescência ihihihi 
*Ler, cantando ao ritmo da musica turbinada da Ana Malhoa* "Desvirginada, foi toda desvirginada, desvirginada, e já nao lhe falta nada... Desvirginada, a cama foi desvirginada.... Desvirginada.. a cama foi toda quitada!!!!"

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Quando aquela ideia louca ...

... se concretiza.

Há lá coisa melhor do que estar a ter uma ideia e concretizá-la,
ao mesmo tempo que te apercebes que a outra parte, já vinha também a magicando essa mesma ideia desde que ambos saíram de casa.


A cama era de peluches e os móveis eram repletos de autocolantes.
Os sonhos molhados que se haviam tido naquelas quatro paredes tinham sido solitários,
um tanto ou quanto tristes de desejo não concretizado,
e que a racionalidade fazia prever que nunca se poderia efectivar nada mais do que sonhos e desejos.
A esperança é a última a morrer dizem os antigos. A minha já tinha morrido há que tempos.
Todavia, subitamente e sem dar conta,
uma oportunidade mínima, minúscula e tão pequenina,
decide, por meio de duas mentes interligadas, conexas, e ardentes de paixão,
transformar-se no êxtase de ser-se a dois,
numa casa que me possuía também, mas de uma forma dantesca.

 


Tenho dito.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Já imaginaram uma Eva suada ?

Pois...
...é o resultado de se ir p'ra parques aquáticos por-se de molho para ser comida à noite.
Resultado: Comeu-se marisco.

Tenho dito.

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Tenho fodido...

...por isso não tenho aparecido!
É assim esta vida dura! E que dura que é...
Enfim, tudo isto para dizer que o Sofá da sala, esse pobre coitado, já não tem remédio.
Ele é nos braços, ele é no sofá propriamente dito, ele é de pernas abertas, de cu virado, ele é o regabofe meus senhores! Isto chega-se até ao ponto de os nossos rabos já terem lugar marcado nas almofadas d'el rey senhor Sofá, qual gamebox que se compra para ir ver todos os jogos de futebol.
Eu cá não vou em futebóis, mas gosto muito de bolas!
E é isto meus senhores.
Vou só ali espreitar o meu Adão a cozinhar pra mim, todo nuzinho da silva.
Já sinto.

*E a seguir.... QUECA!!!!!!!*


Tenho dito.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

É público ...

...quero foder.

Ponto final parágrafo. Não muda de linha, até ter a (pi)linha dentro da casinha.
Olhem, fiz uma rima!


Desculpem, acabei de acordar.
Ainda assim, era tudo o que tinha pra contar.

Olha outra rima!

Já chega.
 
*Well... this sums up pretty much the thing*
 
Tenho pito.
...er...
Tenho dito.

domingo, 20 de julho de 2014

Pensamento da noite

As prostitutas de luxo são como os vinhos reserva...
... só se abrem em ocasiões especiais.

Será?
Dissertem meus fiéis seguidores, q'eu cá bou dormire.
Tenho dito

sexta-feira, 18 de julho de 2014

*Shit I say ...

"Quanto a ir dar sangue... na.. acho que continua ainda assim a ser mais fácil dar o cu."

Tenho dito.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Ai queres foder que nem uma maluca?

... então depois doem-te os joelhos e não te podes queixar pois claro!


Pois é minha gente, a vantagem de se poder trabalhar a partir de casa é que me podem "partir a bilha" quantas vezes eu quiser, o único problema que aqui se apresenta é a capacidade corporal de regeneração que o corpo tem que ter para absorver os impactos (que não são poucos) e mesmo assim manter-se um corpo são!

Isto de trabalhar e foder é um binómio complexo meus senhores!
E quem o contrário disser, que atire o primeiro pénis!

E é isto.
Tenho dito, por hoje.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Gosto de ser embalada à noite ...

... mas ser fodida sem estar à espera é ainda melhor.

O pior é que depois demoro a adormecer.

*Mas podes fazer isso outra vez... e outra vez ...*
 Tenho dito.

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Marcas de guerra

Bom dia caros seguidores,
hoje venho trazer-vos um assunto fulcral e essencial do compto da actividade fodilhona.
Ora pois que se sucede, que dado o sexo ser uma actividade pujante, praticavel em qualquer espaço, origina pois, se cuidado não houver, danos físicos (alguns irreversíveis que se gostariam de ver não tatuados no corpo para futura lembrança).
A minha experiência de ontem, que venho hoje partilhar convosco, foi a de uma queca MA-RA-VI-LHO-SA no chão da sala, que, por sua vez possui uma carpete...

*1 minuto de silêncio pois já sabem o que é capaz de se seguir a isto*

...
Todavia, dado que o meu Adão respetivo é super inteligente e prático lembrou-se pois, convenientemente, e em prol de não estragar aqui a Eva, de utilizar duas almofadinhas lado a lado, para que moi-meme pudesse colocar os joelhos e fazer o que tinha a fazer no rodeo das 23h30...
infelizmente,
sucedeu-se que a montadora se entusiasmou,
toca de rodar, saltar, rodopiar e fazer trinta por uma linha,
e ora que na adrenalina de orgasmos consecutivos,
nem deu conta das pobres almofadas a esgueirarem-se para onde podiam.

A brincadeirinha foi longa, e o roça roça na carpete também...

Quando tudo terminou, além de pernas doridas e tremidas (que é o costume, mas com muito gosto) tinha também uma chaga de Cristo (salvo seja) num dos pés!
Sabem aquelas queimaduras amorosas de chão de ginásio? Ou melhor ... queimadura de carpete esfrega-esfrega?
Pois bem, tenho um buraco no centro do pé que me arde (por causa) de caralho :P

Mas se a foda foi boa? Lá isso... foi ! Valeu a chaga de Cristo no pé.
Valha-me Deus, como foi boa :P

Tenho dito

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Fui analisar-me toda e descobri que ...

... se tivesse uma pila, não tinha feito a javardice que fiz ao tentar acertar com o xixi no copo!!!

É que uma gaja está habituada a meter coisas pra dentro sempre do mesmo buraco (sejam pirocas, sejam desde há bem pouco tempo atrás tampões) que a coisa fica viciada e hoje não consegui descortinar com sapiência eficaz em que zona da minha vajeyjey havia de pôr o copito ...

No fim de tudo correu bem. Abençoados os criadores do papel higiénico e das toalhitas dodot :)

Seguiu-se pois a parte temida ... o sangue.
Lá me desfiz em mil explicações, que dados os nervos da altura, se agora os quiser reproduzir já não  recordo, a dizer que se não fosse meiguinha que eu gritava, chorava, mas o pior era mesmo o normal que se sucede nestas situações (atirava-me pró chão... que é como quem diz desmaiava) mas...
.... a verdade é que a coisa correu bem melhor do que eu esperava, o que me leva a crer, mais uma vez, que todas as ansiedades que eu tenho e que me pré-ocupam o cérebro são meras actividades de passatempo.
Ainda assim, tudo isto seria na boa se não me tirassem horas de sono e alguma disposição.
Todavia o resultado foi mega positivo, e por isto tudo, venho por este meio dizer, atestar, e agora sim GRITAR:

I'M A BADASS EVA!!!!!!!!!!!!!!!!!!

FUCK YEAHHHH I DID IT!

Tenho dito.

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Joelhos doridos

Ora bons dias meus caros seguidores,
como não poderia deixar de ser aqui estou eu a presentear-vos com a sapiência quecal dos últimos dias.
*Peguem peguem na sapiência*
 Assim sendo, venho por este meio advertir-vos das complicações que trazem as camas do ikea (não, não parti a cama numa volúpia de uma queca à bruta) ou se calhar ... as camas em geral.. ponto.
A verdade é que sendo a posição que mais me apraz, a de quatro, ora pois que se torna desagradável estar empinada no beiral da cama que por sua vez é de pouca largura e estar a ser malhada com pujança, tal e qual eu cá gosto, e no dia seguinte estar decididamente com menos massa muscular joelhal!
Já para não falar nas nódoas negras que vou acumulando meus senhores!
É que eu cá pareço uma autêntica caderneta de cromos!

Mas calma!
Não pensais vossas exmas. que eu me estou queixando, porque esse não é realmente o caso!
De todo...
* Nop, não não não ... eu não me importo!*
Estou apenas advertindo, para o facto, aludindo pois que, quecas de quatro merecem chão fofinho.
E assim sendo, depois desta advertência que por vezes, por via da emoção (tesão) não se consegue ter em linha de conta, deixo-vos com a ideia da loucura que foi ...
E para os mais engenheiros, devo-vos dizer que comecei a contar orgasmos como indicador (ou como proxy) mas parei nos 5 visto que após ter chegado a esse número a massa encefálica estava como eu... ensopada de tal forma, o que levou a uma ausência do estabelecimento das sinapses que me permitiriam a continuação da contabilização.
*E sou bem capaz de ter chegado a este estado de epilepsia corporal ... mas deitada/sentada/de quatro idk*

Tenho dito!
 

terça-feira, 1 de julho de 2014

Testículis, Termópila e Anais da História

Bom dia aos meus fiéis seguidores,
hoje venho trazer-vos a sensação de maravilha, medo e receio, ambos os 3 em simultâneo LOL
Basicamente, do filme 300 - the rise of an empire, que à parte da qualidade cinematográfica duvidosa mais não seja pelo exagero de multiplicações de slow motions ... e também sangue espesso all over... tem muito mais a dizer !!
Claro está que safa os músculos nos homens de saia... MAS, aí tenho algo mais a dizer!
Vejo as mamas da Artemísia, mas ver pirocas que vêm no mesmo pacote dos músculos tá quietinhooo!! Acho mal.. nao há igualdade!! Porque é que e sempre tao mais fácil mostrar mamas do que mostrar pilas!? Não sei, mas acho mal!

Basicamente do filme eu resumi os 3 eixos fundamentais em torno dos quais o filme se desenrola:
Era uma vez o herói "Testiculis" que mandou a real berlaitada à Artemísia que ficou fodida por ele foder à bruta e ir embora, e basicamente havia uma cidade chamada Termópila, que já nao sei se era de onde era o Testiculis (se bem que faz sentido) e depois o Testiculis conseguiu sair vitorioso, matou a Artemísia (se bem que ainda demorou um bocadinho de tempo ate lhe espetar a espaduncha, e acredito eu que ele ainda estivesse a pensar se a fodia outra vez ou nao) e ficou nos ANAIS da história.

Em resumo, o filme tem toda uma conotação sexual não percepcionada ao olho mais distraído, mas cá ao meu nao falha nada!

*Aprendam comigo q eu nao duro sempre :P*
Tenho dito!!!


quarta-feira, 25 de junho de 2014

"Tens a pila murcha"

É a única coisa que me ocorre quando vejo as "stats" do meu blog ... e pior do que isso...

EU SOU RESPONSÁVEL ! Damn it!!

Não volta a suceder ficarem tanto tempo sem novidades da Eva.

Isto do desleixo é fodido. Uma pessoa deixa-se ir naquela do "já posto, já publico .. e depois .. picha murcha! Até porque ninguém vem cá levantar a sua, se esta espelunca tiver sempre o mesmo poster afixado! É quase tão mau como estar a bater punhetas ou a lavar pratos com os "adds" dos sites porno que, pronto, como mexem, servem de gif .. e tal...

... e cenas..

e eu não faço essas coisas.


*Eu é mais disto!*
Tenho dito!

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Revelação #3

Olá querido mundo blogosférico!
Não, eu não vos esqueci. Só que pronto, têm que me desculpar o facto de eu praticamente todos os dias dar quecas espetaculares e como tal, não tendo tempo para mais do que isso, não dá pra dar uma queca ao mesmo tempo que se escreve (se bem que é um desafio bem engraçado, agora que penso nisso. Vou propôr ao Adão e vou tentar um dia destes proporcionar-vos uma escrita pinada! :P)
Ora pois que se sucede que eu cá andava também a guardar os posts aqui no blog para vos dar a notícia de saída de mais uma "Revelação da Eva" na revista Erótika, que... adivinhem....

JÁ SAIU!

Por isso, dedinhos e mãozinhas prontinhas a mexer porque a edição de Junho/Julho está deliciosa para isso mesmo! Recheada de boas imagens que traduzem boas vibrações quando acopladas a uns dedinhos e mãozinhas que mexem... Sim, porque aquela revista é pra ser lida "à espanhola".

MAS

Não se esqueçam de mim ...

Eu também ando por lá, claro que, ao meu estilo sempre irreverente e a fazer mais uma revelação que não vai deixar ninguém indiferente, e se calhar vai deixar muitos a pensar...

Mas...

É pra isso que cá estou!

Querem saber o que revelei desta vez? Não percam o próximo episódio ....

e vejam..

já .. aqui:


E claro... comentários e críticas aceitam-se, porque como já sabem....

 eu cá gosto de revelar, aquilo que ninguém tem colhões pra afirmar! :D

Tenho dito.

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Para Adões (e Evas que saibam apreciar a beleza feminina) - Só porque a Eva é mesmo muito vossa amiga ...

Deixo-vos aqui dois videoclips do mais alto gabarito corporal!

E depois não digam que eu não sou vossa amiga!

E destes videos há a reter:


"BUNDA NO CHÃO............."





"BRAZIIIIIIIIIIIIIIIUUUUUUUUUUUUU NA NA NA NANAAAAAAAAAAAAAAAAA"


Tenho dito!!!

Quando se faz uma pausa...

Realmente a natureza sabe o que faz e se ela nos deu o período e nós ficamos quietinhos durante 4/5 dias... quando se volta a pinar ... é colossal!
Acho que me arranhei toda e os orgasmos, uns atrás dos outros, batiam no tecto...

Tenho dito.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

terça-feira, 20 de maio de 2014

Devagar

Devagar, devagarinho, também se vem com gostinho.
E se com música ambiente for, e velinhas a queimar, o orgasmo vai adensar.
Deixando a volúpia sucumbir... e estás prestes a sentir,
Que a vida te escorre nas veias, e que nenhum dos nossos corpos alheias,
Num doce seduzir de pecado, entra e sai, fica molhado,
Num quarto que aquece doentio, sem se sentir qualquer vazio,
Traz a vida, traz o céu, e o orgasmo aconteceu...

Tenho dito.


quinta-feira, 15 de maio de 2014

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Como se de uma nostalgia se tratasse..

.. hoje estou ligeiramente murcha.
Deve ser do calor lá de fora que me faz mirrar!
Preciso é de ser bem regadinha com leitinho ...
isto porque dizem que melhor do que arrebitar é crescer*!

*Não sei se dizem, inventei eu.

Tenho dito.

terça-feira, 13 de maio de 2014

Há o triplo seco...

...e o orgasmo triplo.
Há um que ainda não experimentei.

Adivinhem lá vocês...


Tenho dito.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

A expressão "Quero ovos para o pequeno almoço." ...

... ganhou novo e muito folgado sentido graças à minha primeira reunião da Maleta Vermelha!
Ovos masturbadores ? Ah pois é bebé! E tantas outras coisas que eu vi e experimentei e que trazia na boinha para casa, para o conforto do lar, e para meu bel-prazer!

Ai se fosse rica caralho!


Amanhã já vos conto mais sobre como é jantar ovos masturbadores... quer dizer.. mexidos :p

Tenho dito

sexta-feira, 9 de maio de 2014

De todas as fodas do mundo

De todas as fodas do mundo
Ainda só a portuga experimentei
E mesmo dentro dessas todas
Um vasto leque delas dei.

Nao quero por isso dizer
Corriqueiramente falando
Que cá sou vaca ou mula
Que vai por aí pastando.

Isto porque muita vaca e muita mula
Que por verdes pastos anda pastando
Simula que gosta de foda, alicia
Mas na hora h fica olhando.

Olhando para o pinanço d'alte
E a pensar na lista de compras do jantar
Se fores foder uma tiazoca
Já sabes com o que podes contar.

Falo da tiazoca, como quem fala,
Das meninas bonitas das tvs,
Dão-te trela mantêm-te por perto
E no fim nem as vês.

Não é azedume, é cortume,
Vem da família das orcas,
Ok, não vem nada,
Mas só queria falar das porcas.

Porcas, vacas, mulas,
Uma inteira quinta pedagógica
Andam pastando por aí
Nesta primavera sem lógica.

Mas voltando às fodas que dei,
Deixando o que bolsei aqui
Era só para atestar
Que ainda hoje não fodi.

Tenho dito!


*Sim, sim.. eu sei que gostaram*


quinta-feira, 8 de maio de 2014

Um copo de água e piroca ...

... não se negam a ninguém meus senhores!

E isto tem ciência senhores!
Parem para pensar o que seria se, depois de uma maratona, ou de apenas um pequeno passeio, sob sol escaldante, parassem num café, pedissem um copo de água e... "Não podemos dar. Tem que comprar a garrafa." Agora extrapolem para a situação da piroca... porra, uma pessoa às vezes só quer mesmo a piroca... e não o pacote todo. Não neguem meus senhores.
Em suma:

Um copo de água, a pass do wi-fi e piroca não se nega a ninguém!




Aprendam comigo, Eva Maria, que a partir d'agora adopta também como nome kinky: Grape Juicy (ou GJ ... que tb pode ser lido como acrónimo para Gaja Javarda, o que continua a ser verdade), com o mote: "Muita parra e muita uva!"
Tenho dito!

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Queca à mecânico!

Ora bons dias caros seguidores desta real casa de foda,
venho por este meio apresentar-vos a queca à mecânico.
A queca à mecânico é aquela dada numa oficina, com o cheiro característico de uma, onde tudo o que sirva de apoio permite uma foda à canzana. A foda à mecânico é também uma foda dada por um, ou por um eng. mecânico, sendo que o imaginário de uma pessoa do ramo é envolvido num fato azul macaco cheio de óleo a pingar e musculos que saem, proeminentes, do mesmo.. sendo o melhor músculo, o seu marsápio.
Ora pois que dar fodas destas implica uma pós-foda terrivelmente deliciosa, na medida em que a adrenalina de se ouvirem pessoas a passar do outro lado da porta da garagem, deixa ainda os gemidos mais soltos, mais pujantes e mais silenciosos ao mesmo tempo, numa contradição que culmina num orgasmo hercúleo, solto, e húmido.
E quando essa foda é dada numa escapadela de uma festa... ainda melhor.

Haja garagem e vontade, e há orgasmos de verdade!

Tenho dito

terça-feira, 29 de abril de 2014

Disto do karma e do dharma e dessas cenas

No outro dia aprendi que o KARMAsutra por definição é conjunto das mil e uma maneiras que o universo encontra para te foder.
Mas também tenho aprendido que o Dharma é melhor, e é para esse que eu serenamente tenho tentado caminhar.
Assim sendo, pondo isto de uma forma mais facilmente compreensível temos que:

- O Karma é aquela pila grossa e grande que desconchava, sem lubrificação!, qualquer coninha que praí ande. Isto presumindo que o Karma é macho. Se for menina é basicamente uma coninha apertadinha que vos deixa metade do mangalho de fora. Querem foder e não podem... isso foi porque se portaram mal e agora precisam de muita kaaaarmaaa para por a pichota lá dentro porque nem sequer entra, quanto mais escorregar...

*Esta é a vossa reação ao Karma*
- O Dharma é aquele gajo todo mel nos preliminares, que nos deixa a gemer e prontas para uma foda colossal. Assim toda húmida e gostosa... depois de um dia de trabalho cansativo, em que só vos foderam os cornos e basicamente voces nao tinham culpa e mesmo assim continuaram a fazer o vosso trabalho with no regrets. Isto claro, supondo que o Dharma é homem. Se o Dharma for mulher é o sonho de qualquer homem - é uma gaja que faz menáges e pede sexo anal, gosta de porno e adora foder, tudo isto em casa, convosco, enquanto à mesa se comporta como uma verdadeira lady.

*Reação ao Dharma*
E é esta a diferença entre o Karma e o Dharma. Got it?

Cá eu vou continuando a trabalhar no meu Dharma... Só peço *meio com sotaque espanhol ainda que não faça sentido nenhum*: "Dharma mais... e mais... "

Beijinhos esotérico-porno-badalhocos !

domingo, 27 de abril de 2014

Vermelho. Why?

É por estas e por outras que não sou do benfica. Quero foder sem deixar tudo messy e não posso.
Ora porra... fosse ao menos cor de rosa e ainda dava para dar a real queca em cima de uma tela e dizer que era arte moderna ... agora vermelho??? Vermelho era a cópia foleira da guarnica e eu não sou copiona!

*Não sou mesmo*

Tenho dito!

quinta-feira, 24 de abril de 2014

terça-feira, 22 de abril de 2014

Quando foder é algo mais ...

Sem dúvida que eu passei por várias fases da minha vida,
já tive o amor apaixonado lamechas e colas,
já tive a paixão de "encosta-me à parede e fode-me já"
mas a verdadeira foda triunfal é quando se faz um remix do que é amor e boa foda, como eu tenho agora.
Assim sendo, rendo-me pois aos encantos de uma foda realmente deliciosa, com picos de tensão e loucura, mas nunca deixando de ter aquele carinho, cumplicidade e amor, que não cola mas não deixa descolar...

:)

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Quando o anal é bom...

Só para terem uma ideia meus amigos mais púdicos, quando o anal é bom, o orgasmo é fantástico!
Amen to the exit!

*It's true...! E se não der logo à primeira... não deixem de tentar. Este é o meu conselho!*

domingo, 20 de abril de 2014

a pasCUa

Caro mundo da Eva, como já devem ter reparado pelo meu pseudónimo adoptado eu sou católica (de momento está tudo a perder a tesão e a mudar de blog, mas... não o façam porque garanto que vos darei uma tão boa leitura como eu, fora de modéstia.)
Pois que hoje devia estar com um sentimento de maior pesar por estarmos na Páscoa diz quem não entende, porque na verdade hoje já é Pascoa propriamente dita e se Jesus ressuscitou e isso nos deixa tão feliz ao ponto de ontem ter sido Sábado a cantar aleluia, que hoje, que ele já está ressuscitado efectivamente, também eu fiquei feliz e por isso decidi comemorar com a visualização molhada de dois vídeos do redtube.
Aliás, eu até era para matar saudades do meu vibrador ninja, mas a vontade era tanta e o bulício de pessoas cá em casa também, que optei pela solução naturalmente prazeirosa de enfiar os dedos na guelra e esfregar para ver se respirava melhor. Adivinhem: não é que resultou?

E por agora tenho dito.
(*cantar com o ritmo d'a Portuguesa*) "Contra aborrecimentos esfregar... esfregaaaaaaaaaaaaaaaaaaar"

quarta-feira, 16 de abril de 2014

A foda da manhã

Bom dia caro mundo,
da mesma forma que se implementou a tradição do café da manhã para despertar acho de relevante importância instaurar-se como hábito matinal: a foda.
Muitos são os benefícios da mesma, mas o essencial é mesmo tirar o sono.
Assim sendo, com a libertação de endorfinas, esses bichinhos que nos proporcionam prazer, mais facilmente estaríamos despertos para uma manhã de trabalho sendo que, garantidamente a produtividade aumentaria desde logo.
Hoje não tive foda, mas tive café, assim sendo, para estabelecer a diferença entre os graus de despertar considero que, comparando a falta de sono que me deu a troca de preliminares hardcore em pleno sofá a ver GOT (calhou... não é costume, não pensem :P) e a falta de sono que me provocou o café nexpresso da máquina amargo, digamos que estou numa falta de sono na escala 5 e ontem fiquei nos 9...
Desta forma, está cientificamente comprovado por mim, que a foda é melhor que o café, sendo que, se aplicados ambos, é capaz de oferecer a capacidade estimulante de, no mínimo, um redbull.

Tenho dito.


terça-feira, 15 de abril de 2014

A Maria moura e a Maria patroa

Todas temos as duas dentro de nós Evas.
O problema é quando a patroa vira fera e a moura deixa de trabalhar.
Aí é o cargo dos trabalhos...

quinta-feira, 10 de abril de 2014

ErotiKa ... A revelação #2

Como sabem eu (ou se não sabem, passam a sabereeeee)
agora virei cronista mensal de uma revista que muito me apraz e concerteza quem gosta de assuntos da queca também aprazeirá!
Informo ainda que dada a elevada qualidade da mesma revista é melhor preparar um rolo de papel higiénico ou uma toalhitas dodot para a necessidade automática de fazer scroll só com um dedo deixando os restantes passearem-se por algures...

Vejam então se não tenho razão: www.erotika.pt
Tenho dito.

segunda-feira, 7 de abril de 2014

A prima Vera essa puta...

Se eu fosse Lésbica apanhava-a, encostava-a a um canto e PAM, fodia-a logo ali que era para ela não andar com merdas ...
Anda uma pessoa aqui a querer trabalhar e esta puta a meter-se com a Eva a pôr-lhe as hormonas todas nos píncaros e a deixá-la completamente desertinha de foda e mais foda...
Fodasse...
Se te apanhasse, podes crer que de tanta provocação que me andas a dar te fodia na boa!

Ai primavera primavera, não são só os animaizinhos prontos a foder... eu também! Mais do que o que é costume ... que já costuma ser bastante!

Anda cá anda...
Ou como dizem lá na terrinha "Sssssss t'apanho fodo-t"!

sábado, 5 de abril de 2014

Sou tão boa tão boa...

...que ontem fui ao Casino e desorientei 2 slot machines!
Foi ver-me a olhar para aquilo a rodar... a rodar... a rodar... e olhar para baixo e ler "todas as avarias anularão o seu prémio" e eu a chorar por dentro porque tinha duplicado os meus 5 euros...

...que acabei por gastar.

Isto de se ser boa é complicado, até as máquinas ficam a andar à roda quando me sente em frente a elas... imaginem o resto :P

Tenho dito.

sexta-feira, 4 de abril de 2014

A relação do Alemão com o sexo

Boas tardes mundo.
Daqui escreve-vos a Eva Maria, como de costume, mas hoje em especial depois de ter ido logo pela manhã abrir as pernas.
E vocês pensam: "nada de novo."
Mas na verdade até foi! Fui abrir pernas e dar as mamas a apalpar a uma outra Eva!!!
Já viram ao que cheguei?!?
Não me basta abrir pernas pro meu Adão e deixá-lo fazer o seu check up ou chupa-me up mamário como hoje lá tive que o ir fazer para a minha nova ginecologista.
Ora pois que muitos foram os pensamentos que se atravessaram na minha mente durante aquele quarto de hora de perna aberta e aparelhos esquisitos enfiados onde já tive coisas maiores e mais grossas por isso um dos meus pensamentos era "pfff.. só isso?", à parte desse pensamento corriqueiro e cheio de sapiência estava-me a vir que ser ginecologista deve ser complicado para uma Eva médica que seja lésbica. Será que ela se consegue manter profissional ao ver tanta coninha aberta para ela?
Eu não sei. Mas se fosse eu... acho que ia ser difícil :P
Ora pois que muitos mais foram os pensamentos que se me atravessaram desde "epá eu tou a sentir essa merda, estás a tocar na garganta, estás mesmo a ver o meu interior? que tal essas miudezas? Sexy hein? Uterus mio ... etc" mas o que realmente me trouxe aqui à partilha foi a relação que eu descobri entre o alemão língua, e não a língua de nenhum alemão não pensem, e o sexo.
E isto porquê? Porque eu podia perfeitamente ter ido à ginecologia e tar quietinha... pensar "ok, ela disse que tá tudo bem por isso vamos dar descanso à bicha... mas... guess what... NO I DIDN'T!"
Estava aqui a trabalhar sobre um paper em alemão, quando, aborrecida da vida fui dar uma olhadazinha ao porno... tipo só naquela de ver o que tá em dia... há quem veja séries.. e eu.. fui ao redtube.
Ora pois que se sucede que vi filmes... à espanhola.
Por díos, porque no te sossegas chica?!

Tenho dito.

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Dizem por aí que ...

Não basta ser, é preciso parecer.
E eu concordei com isto toda a minha vida...
Sou interessada na sexualidade e é isso mesmo que pareço.
Todavia há aquele limiar em que o parecer pode criar no exterior,
espaço ao pensamento de "será verdadeiramente só assim"?
E é aí que a porca torce o rabo. Não. Não é.
Porque eu sou mais, sou multipla, e até o pareço,
tornando por vezes o espectador confuso se terei eu uma desordem bipolar ou tripolar... ou quadripolar..
Assim sendo compreendam meus senhores: não posso ser e parecer todas eus ao mesmo tempo!
Para além de uma canseira era uma confusão.
Por isso hoje sou a Eva do sexo, que se vai deitar a parecer que precisa de uma queca ...

Tenho dito.


quarta-feira, 2 de abril de 2014

Sonhos molhados

É o que dá quando se sonha à chuva!

BA DUM TSS

E é isto que se tem meus senhores quando se está ausente de actividade húmida e o ponto de orvalho aparece na mesma. Mas adivinhem lá quem me deu uma folga de um dia mais cedo?

BENFICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA


Tenho dito.

terça-feira, 1 de abril de 2014

Das minhas faltas de paciência

Há muita coisa que me faz perder a paciência.
Muitas coisas que simplesmente me fazem desejar vomitar com a facilidade com que me presenteiam com situações em que eu, perplexa penso, que na verdade há por aí muito ser humano que não evoluiu. 
Ou melhor, até acha que sim, mas na verdade continua tão rudimentarzinho que até mete nojo aos próprios autralopitecus que, como se sabe, não eram propriamente pessoas asseadas.
Há situações pelas quais passo, abano a cabeça interiormente e corto os pulsos à minha deusa interior, só para ela não ter que se deparar com tamanha anormalidade.
Há também situações em que, de tão ridiculamente eu estar a topar o que se está a passar e estarem a mandar-me areia pros olhos, eu opto simplesmente por ignorar (depois de uns quantos socos nas paredes só para ter a certeza que a minha dor interior é mensurável de tão tristes figuras que enxergo).
E depois há aquelas situações em que eu opto por não ficar com estas situações para mim e as partilho com o intuito de dividir a dor por mais pessoas, só porque me ensinaram, na matemática, esse bicho estranho para tantos, que se dividir um rebuçado por 1000 pessoas vai sobrar menos para cada um do que se o dividir por 2. 
E sim, eu sei de matemática, e de letras, e de engenharia, e de culinária, e de dança e de canto, e de tantas outras coisas que não me parece que determinadas situações alguma vez terão sequer paciência e encanto para aprender.
E é isto meus senhores. 
Quando constato o que realmente vejo e o que realmente faço, passo a pôr-me numa situação superior e corroboro todas as minhas reacções e opiniões face a determinadas situações exteriores com que me deparo. 
Eu cá sei.
Tenho dito.

*So long mordamfocas*

segunda-feira, 31 de março de 2014

Disto de se ser roliça

Ora pois bom dia, já quase tarde.
Hoje venho-vos falar deste assunto que se prende com o ser-se roliça.
Pois bem que há quem goste e quem desgoste, e outros que se preocupam mais em comentar do que com o gostar ou desgostar.
A verdade é simples, curta e grossa: sim, sou roliça.
Já tive peso a mais numa fase mais nova da minha vida e não me sentia bem talvez nem pelo peso mas pela simpatia com que me tratavam. A sério! Que isto de se ser designada como a mãe de uma família de cetáceos tem muito que se lhe diga. Ou utilizar a matemática gramatical da ofensa que dizia na altura: "claro que estás em forma: redondo é uma forma."....
A verdade é que há conta dessa brincadeira e da minha falta de estrutura mental para os mandar a todos espetar uma garrafinha de coca-cola na cloaca entrei numa anorexia nervosa da qual estive bem perto de não sair. Afinal de contas agora que penso, perder 22 kg num mês se calhar não foi das coisas mais fixes de se fazer...
Assim sendo, actualmente, recuperada, graças à paciente ajuda de quem sempre me apoiou, assumo pois que a minha forma actual é roliça. Sim, tenho ancas, sim tenho rabo, e eu, veja-se que se queixava que não tinha mamocas, até hoje alguns vestidos mais justos não se dignam a passar levianamente pelo peito abaixo. Estancam ali meus senhores! E olhem que elas não são mesmo grandes, mas, segundo uma amiga enfermeira que decidiu apalpar-mas assim como quem bebe um café pla manhã em plena noite de carnaval e folia, "são rijinhas" (her own words).
Disto de ser roliça tem muito que se lhe diga!
Claro que olho para aqueles corpos que (actualmente) se designam perfeitos e sem mácula e fico a pensar que gostava de ser um bocadinho assim, mas depois penso mais um bocado e vejo que há coisas bem mais importantes e relevantes.
E qual não foi o meu espanto, quando me desloquei ao museu do Louvre, me vi ali tão bem retratada qual deusa grega, na ala das estátuas de mármore branco: Mamoquinhas, Ancas, Rabão e Pernil! Ali estava eu... para todos verem, toda nua sem um véu e todos a fotografarem.
PAM! In your face today's models ...

*O meu nariz é mais lindo mas é esta a ideia!*
Tenho dito.

sábado, 29 de março de 2014

Porque foder é

TÃO BOM!

E toda a gente já sabia não é?

Pois que eu dei comigo a pensar para com os meus botões que talvez tivesse um quê de ninfomaníaca... atribuição de conceito esse que eu sempre neguei veementemente mas que se calhar começo a ponderar aceitar em parte.
Afinal de contas há vícios piores... e ainda por cima este torna-me melhor.

Tenho dito.

quinta-feira, 27 de março de 2014

Das fodas em Paris

Dizem que Paris é uma cidade romântica e eu pude claramente comprová-lo por várias noites seguidas.
Que fique aqui registado que foder fora do país continua a ser patriótico, ou pelo menos no meu caso em que ele, o meu fodilhão preferido, as known as, o meu Adão, é também ele tuga!
Mas, daí a gemer em francês é que não... que eles têm um jeitinho estranho de dizer ba oui e a coisa deixava de ser máscula como eu gosto.
Primeira queca fora de Portugal: Check!

Non.... je ne regret rien........

;D

quarta-feira, 12 de março de 2014

Tou literalmente toda fodida

Ora meu caro mundo,
venho por este meio informar que isto agora poder foder a qualquer hora do dia, desde que se fique em casa, ou que se chegue a casa e se tenha lá quem de direito é muito giro mas ao mesmo tempo pode ser uma faca de dois legumes.
Assim sendo, a situação é que passei ontem o dia todo fodida de tanto espirrar, e como tal tou toda dorida hoje. À parte disso, o segundo legume é o tomate, que, como em par também me fodeu, deixou-me igualmente fodida.
Assim, em resumo, e não me estando a queixar disso ATENÇÃO, hoje encontro-me na real verdade fodida por todos os lados. Ora me doiem os abdominais, ora as costas, ora as costelas e até, vejam bem!, a patareca quer-me lixar a brincadeira de tão assadinha que tá. Sim, porque é aqui que se veêm os impactes cumulativos da foda diária: agora podes, queres, mas não fodes. Ou fodes na mesma e no dia a seguir até para te sentar tens que ter pose.

E é isto meus senhores. Facas de dois legumes for the win.


MAS, friso de novo, não me estou a queixar hein...

Antes foder e poder do que não poder e querer!

AMEN!

segunda-feira, 10 de março de 2014

Cona da mãe

A expressão mais repetida por mim em tempos de fúria é "CONA DA MÃE" ou simplesmente "ATÃO CONA".
Aprendi esta expressão de quem já comeu muita e talvez por isso perceba que a vontade com que a comem é a mesma vontade pujante com que a digo a alto e bom som.

Por isso, dadas as situações,

CONA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, 7 de março de 2014

Do bom de se ter um espaço nosso

Ora que belos esfreganços de perna aberta no sofá que já me proporcionei hoje.
Obrigado redtube.com meu fiel amigo e obrigada a mim, que tão prasenteiramente, deu conta do recado.
Estou mesmo a ficar uma Maria da casa ... isto quando não tá cá o Adão pois claro.
Que ele trata-me muito bem com preceito e com prazer!

Não há instrumento mai lindo c'o nosso corpinho !
BALHA ME DEUS

quinta-feira, 6 de março de 2014

Fodasse, finalmente

Agora sim, uma queca das boas no sofá da casa!
MEGALIKE.

Hoje quero... na cozinha.

Cravings are orders right?

Tenho dito.

terça-feira, 4 de março de 2014

Do bom de se mudar

Arre caralho que isto sim é vida.
Não há gritos, não há berros.
Há vida.
E muita.


sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Ora vão lá ler meus amigos

... este foi o meu desafio literário :D

E agora participo com gosto na crónica mensal da revista Erotika.

Deixem-me feedback que eu cá vos agradeço !

Vejam então a minha crónica sempre mordaz e subtil em www.erotika.pt

Tenho dito.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Hoje estava capaz

de pendurar pelos colhões as pessoas que não respeitam o período de silêncio matinal que é extremamente necessário à minha boa disposição. Estão num autocarro caramba... não num circo.
FODEI-VOS... mal!

Fui rezingar pra outro lado.

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Teste de resistência

Hoje testámos a resistência de um sofá cama a todas as nossas posições do kamasutra preferidas.
Adivinhem ...

acham que partiu?

Claro que não.

Apesar de tudo a foda foi da boa e da grossa, com requintes de hardcore e voyeurismo porque de janela aberta para o mundo lá fora, só quem não quis é que não viu.

E assim se abençoa uma casa. Temos tudo para ser felizes lá!


quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Estivemos a falar sobre traicoes

E sobre outras coisas imorais, e sobre o quão comum isso é hoje em dia.
Será que atravessamos uma crise de valores?
Será que não conseguimos ser fiéis por natureza a partir de um certo tempo de presença na vida das pessoas?
Será assim tão difícil conseguirmos usufruir e sermos felizes com o que temos ao invés de desejarmos constantemente mais?


Eu tenho uma opinião sobre o assunto...

Acho que a falar toda a gente se entende.
E acho por isso que antes da traição vem sempre um mau estar gerado pelo casal, um desconforto quase intestinal (por vir de dentro) que implica que algo não está bem.
Todavia se assentirmos como natural esse mesmo desconforto, como a própria metáfora intestinal indica, vai resultar no mais óbvio: vai dar merda.
Todavia acho ainda que também não podemos andar aí a despachar pessoas só porque algo se desentendeu, ou mesmo porque ao se falar não se resolveu a situação.
Talvez seja uma romântica que acredita que o amor realmente é a força que nos une, a cola que nos concerta e que faz de nós parte um do outro.
Todavia não sou tola. Não sou cega, e muito menos pouco realista.
Sei que o mundo de hoje como o conhecemos nos põe à porta o pecado, tal qual maçã do Éden aqui do estaminé da Eva, e na minha opinião, talvez hoje em dia seja mais difícil concentrarmo-nos no bom que temos, se somos constantemente bombardeados com o bom que poderíamos ter/ser ou vir a ter/vir a ser.
Assim sendo, na minha humilde opinião (que vale o que vale) sim, estamos a atravessar uma crise de valores muito complexa, onde valores como agradecer, pedir desculpa e comunicar eficazmente com quem nos rodeia vai sendo substituído por um egocentrismo cinzento que pisca tecnologicamente em tecnologia LED porque é mais eficiente. Gasta-se menos energia e é-se eficiente dizem eles, mas o referencial sobre o qual avaliam a situação é apenas o energético, e não o social. A energia depende da sociedade e a sociedade da energia, seja ela sob a forma de combustível que dá ânimo a todo o ser, seja ela a verdadeira energia de cada um que existe, é paupável, e que resulta nada mais nada menos do que da vibração das nossas células, dos átomos que as constituem e que nos permitem ser quem somos hoje. Isto porque claro, amanhã podemos vir a ser parte mineral, que é mais bonito do que dizer morrer.
Ora quanto a ser-se fiel também acredito que seja possível. Todavia exige sem sombra de dúvida trabalho. E o problema aqui é que há muita gente que gosta pouco de trabalhar ... Aliás... temos o país cheio de pessoas que querem receber mas trabalhar tá quieto!
E penso que é isso mesmo que faz com que as pessoas traiam... o não fazer o mínimo esforço para, uma vez mais, tentar resolver um problema que pode ou não existir. Para porem pontos de vista em comum primeiramente e se, na verdade não der, então aí tomam essa mesma decisão. Mas o ser humano é cobarde, e acredito que o seja por natureza e que essa é uma das coisas que devemos almejar a ser na nossa vida: é ser corajosos e frontais.
Porque se pensarmos um pouco, quem o é totalmente? Quem nunca alterou um bocadinho o seu discurso só para não dar parte fraca? Para não incomodar alguém? Para agradar alguém?
E aqui faço menção à biblía, já que sou a Eva, e digo: "Quem nunca o fez que atire a primeira pedra" pelo que aposto que a unica coisa que vai chover neste blog é a aguinha que eles andam a prever pro resto da semana.
E é isto meus senhores, penso que traições existem sim, mas só porque deixamos. Já que o nosso arranjo atómico nos proporcionou um cérebro (que por vezes nos dá que pensar) se calhar seria útil de vez em quando começar a usá-lo para coisas verdadeiramente úteis como o decidir se um minuto vale mais do que uma vida inteira.
Em resumo: amar é mesmo a solução. Mas não aquele amor lamechas dos cinemas, o amor de guerrilha e de entreajuda que já só remanesce naquele senhor que todos os dias espera pela esposa na paragem de autocarro faça chuva ou faça sol. Isso é amor de verdade e eu vi.


 ...Mas gostaria também de saber a vossa.

Tenho dito.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Arre fodasse

FINALMENTE VOLTEI A TER QUE ACORDAR ÀS 6 DA MANHÃ!

Não faz sentido, pensam vocês.
E por si só não faz.
O que realmente faz sentido é uma bela foda de quatro, à patrão, e ainda de perna alçada, à chegada de mais uma manhã de trabalho!
Ele há lá melhor que começar o dia a estremecer enquanto o sol se levanta!?
É que quer dizer, já qu'ele tá levantado e eu também, porque não acompanhar o levante do sol e em consequência o levante da MORAL?

Oh Sexo, que ode te faço.

Obrigadinha por existires sim? Tás cá dentro. E cá fora... e cá dentro.. e cá fora...
Assim vale a pena trabalhar FODASSE.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Como começar uma manhã de segunda feira

Meus amigos zzz, não habia necexidade ...
ou talbez tenha habido tanta,
que para se tolerar a má disposição da familia, que nos presenteia com azedumi no fim do final de xemana,
e ter que acordar as seix da manha para bire para detras deste sol posto,
foi nexessario, mesmo nao habendo nexexidade,
de aproveitar o meu monitor de 19 dedos,
para me dibertir com 2 dos meus,
dentro da minha real moxa,
a ber porno logo pela manhã.

*Porque aqui como esta menina ainda está na cama também eu senti que devia estar lá ... a fazer o mesmo!*


E é axim meus xenhores que xe comexa o dia.

Boa semana!

Fui.

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Um pedaço do que se é

Por vezes não é fácil deixar de se ser como se é normalmente.
Deixar de fazer aquele barulho irritantezinho com o calcanhar quando se anda de botas de salto alto,
Deixar de roer as unhas,
Deixar de deixar tudo desarrumado,
Deixar de se ser nos pormenores portanto.
Hoje fala-se de amor, e amor é não ligar a isto tudo.
Amor é disfrutar o que é bom de uma relação e deixar aquelas pequeninas coisas que nos incomodam tanto, às vezes sem razão,corroerem o sentimento de alienação tão dócil e algodónica (palavra que deriva de algodão e serve para metaforizar a textura e o conforto do mesmo material) que é tão característico de quando se está apaixonado.
O amor é difícil e apesar de todos sabermos disso fingimos que não sabemos porque lá está, ao termos amor pelo amor ignoramos a sua parte mais irritantezinha e que é "ser difícil".

E é isto meus senhores.
Por hoje está.
Quero masé bazar deste cubinho branco para poder ir disfrutar da noite!
Quero dar uma queca faxavore!

Tenho dito.
Fui.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Há dias

em que te arrependes de ser boa pessoa logo pela manhã.
But oh well, karma is the cure.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Às vezes penso que devia mesmo ...

...abrir um consultório de bidência. E sim é com b que hoje só me apetece é falar à puorto com 300 caralhadas na mesma frase.
Estivessem antes as caralhadas dentro de mim...
Tenho dito.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

A frase do dia de ontem foi ...

"Queres esfregar os meus morangos?"

E não, não é nada porno-badalhoco. 
É o meu dossier que cheira a morangos, quando lhe dada uma bela e energética esfregadela !
É como a dona...

E toma lá morangos.
Tenho dito.

*BAM*

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Costumo chamar-lhes ...

"fodinhas mansas" e não, não são falinhas, são mesmo fodinhas, com todo o poder conotativo que tem o "inhas" no par de palavras escolhidas para o efeito. Só que o que eles sabem já há muito que eu conheço. E assim sendo, o melhor que há a fazer é entregar a bicicleta (sem celim) e desejar-lhes uma voltinha simpática enquanto esperamos que o universo exerça a sua força magnificiente de pôr tudo no devido lugar.


Desejos

#Dar uma bela queca daquelas à porno star debruçada sobre a secretária;
#Dar uma bela queca daquelas loooooooooooooongggggggggas;
#Dar uma bela queca daquelas que me deixam esgotada;

Em resumo
#Dar uma bela queca.

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Pensavam vocês

que aquele meu post era sobre foder até não poder não era? Quem me dera.
E se fiz duas rimas é porque é verdade.
Mas não, o foder que falei foi intelectual, foi de um orgasmo intelectual que eu vou ter todos os meses ... só para levantar a pontinha do véu digamos que o esperma espalhado pelas revelações de Eva neste blog chegou até longe, que é como quem diz, fiz para aqui um cumshot a uma situação e pimbas, acertei mesmo em cheio.
Fico feliz e agradeço ao universo por me permitir este orgasmo que para além de físico será sobretudo intelectual!
E vocês? Estão curiosos?

Beijinhos da Eva!

E assim à maluca propõem-me coisas

E claro, eu Eva Maria, louca pelo erotismo que a vida encerra digo que sim.
Se é para foder, é para ir para a frente. Se for para ir atrás, que seja por trás !
VAMOS A ISSO!

Tenho dito

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Porque às vezes precisamos de mudar o foco

Ora pois que mudemos o foco da poesia e falemos de esperma, corpos quentes e húmidos, e quase tenha um orgasmo a escrever.
Vamos ver se a pontuação sobe como subiu em mim a tensão.
Um bom dia de penetrações já que eu estou offline.

Tenho dito.

domingo, 26 de janeiro de 2014

Tenho cá pra mim ...

...que realmente a vida é complexa.
Não é ser complicada, ou complicarmos, simplesmente não estamos em sintonia com ela, factor esse que nos permite descomplicar a dita.
Ninguém já tem paciência para ninguém, e reparar é mais chato do que comprar de novo .. ainda por cima tão baratinho...
Uma vez mais encontro no sexo, e por sexo entenda-se, a verdadeira união entre duas pessoas num momento íntimo, seja integrado de amor, quer seja apenas dirigido pela paixão fugaz, a solução para os males do mundo.
Sei que já o disse várias vezes, mas repito de novo, porque se repararem é a única altura em que somos realmente parte da vida por sermos parte do nosso semelhante.

E é isto.

PS: Ando a concorrer num concurso de Poesia do Pedro Chagas Freitas e até tenho considerado que as minhas são minimimamente fixes (mas isso sou eu e gostos não se discutem) ainda assim como este blog é de teor sexual deixo-vos o link da poesia que ganhou o primeiro desafio e, passando a redundância, deixo-vos o desafio de me dizerem, cruamente, o que acharam dela. É que isto anda-me atravessado. E quem sabe voces podem ter a visão que eu preciso para amargar ou para me adocicar a auto-crítica.
Aqui fica:
http://campeonatodepoesia.blogspot.pt/
Obrigada.

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

O coçar de uma comichão

Isto das alergias anda a atirar-se em força ao meu rico corpinho. Quer-me foder basicamente. Mas neste caso eu não deixo porque é chato. A única foda permitida é aquela em que tenho prazer e enquanto tiver mais prazer a mexer numa pila do que a coçar o nariz nunca na vida deixarei a alergia foder-me.
E é isto.
Tenho dito.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Balanços

Qual de vós seres da terra nunca sobre vós sentiu
A prisão de ventre que dá o farelo
Atirem pois a primeira pedra também aqueles que
Já se sentiram parabenizados com um sorriso amarelo.

Qual de vós já sentiu também
Que tudo num dia vos correu de feição
E no dia imediatamente a seguir
Só vos apetece bater com os cornos no chão?

Qual de vós meus senhores
Nunca quis desprender aquela pedra do chão,
E atirando-a subitamente ao ar
Acertassem naquele grande cabrão?

Morra quem se negue a acreditar
Nas incumbências do que chamamos destino
Ou então morrer é demasiado
Que se lhe prenda o intestino.

E com tal arauto de merda
Termino pois por aqui
E a todos os senhores da azia,
Oferto-vos feliz uma caixa de Rennie.







quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Dizem os entendidos que

.. a música que ouvias ali pela adolescência, namely 15 anos e tal que define todo o teu gosto musical...
Se calhar eu ter crescido num bairro, ouvido hip hop e rádio orbital influenciou este meu gosto por Dealema e trance ...

Acho que o hip hop ainda vai ser sem parar porque ele me sai do corpo sem eu saber/querer.
E isto faz renascer em mim a eterna questão para a qual ainda não tenho resposta:
O que é que nos define afinal?
Porque gostamos de certas coisas?
Porque é que embirramos com determinadas pessoas sem as conhecer?
Porque é que somos céticos?
Porque é que agimos de determinada forma?
E porque é que eu tou preocupada com isto pensam vocês ...
Atão.. porque eu não posso só pensar em foder.

É só por isso ..


quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Note to self

COMO EU AMO SUSHI... em rolo grosso, não partido.
My name is Maria, Eva Maria.

Fui

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Ao homem que fui na minha vida anterior

Tenho uma teoria extensamente discutida com o meu Adão sobre o facto de eu ter sido um Homem na minha vida anterior e ele uma gaja ... (a minha "puta" basicamente) e que prometemos um ao outro continuar a foder desalmadamente para lá daquela vida com os respectivos mas que, para podermos saborear a coisa, iríamos mudar de lado e renascer eu como "puta" e ele como Homem, sendo que na próxima vida voltará o ciclo ao início e assim por aí adiante.
E porque carga de água faço eu este interlúdio rídiculo pensam vocês?
E eu respondo.
Porque quero fazer o elogio ao homem que fui noutra vida e ver se resgato aquilo que vocês Adões são tão mais capazes de fazer e que consiste na exímia capacidade de mandar foder tudo e todos e simplesmente cagar quando a coisa começa a ficar complicada.
Ora agora a sério Homem que fui, já que em mim ainda prevalece aquele pedaço de ti que consiste na vontade de foder all over e over and over será que não podias enviar por aí pelo meio de um buraco no espaço-tempo ou fazer uma corda lá da teoria vibrar de forma a que me chegasse essa capacidade brilhante de não se ralar com nada? Ou de simplesmente descomplicar o complicado?
É que nestas alturas sinto-me mesmo Eva e pouco engenheira, complica-se-me tudo e ralo-me com tudo e esta mania de tentar ser uma pseudo madre teresa de calcutá e de não dar chatices é uma merda.

Tenho dito por hoje.

Homem que fui lembra-te lá de mim "faxavor" e "amanda-me" lá um bocado do relaxamento que tinhas quando te recostavas no carro de bois a coçar os tomates e a palitar os dentes com uma espiga de milho ...
Muit'agradecida!


sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Estou aqui cheia de vibrações

Se eu disser que quero foder desalmadamente perdoam-me?
AH e apetece-me mandar, fazer o que quiser, percorrer cada pedacinho, trincar cada décima de pele, e esfregar-me numa loucura tal que fique extasiada ... pelo menos nesse dia.
É estou assim cheia de vontades superlativas.

Descobri porque gosto tanto de Adões montados em motas/bikes...

Main point: Estão montados...
Second point: São os cavaleiros da actualidade só que substituiram os cavalos por algo mais evoluído ihihih

Beijinhos a todos!

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Hoje tenho que vos agradecer

Ia praqui começar a arrotar postas de pescada visto que ultimamente é tudo aquilo que eu tenho sabido fazer mas só me resta esboçar um sorriso alegre e espontâneo porque vocês têm feito aqui da Eva Maria uma Eva babada e já com algum mérito no meio blogosférico senão vejam:

Ah pois é !
Afinal de contas há uma magia inerente às postas de pescada que eu mando aqui no estaminé...
E por isso desejo que tenham boas quecas e boas festas e festinhas durante este ano todo!
Há quem decrete um ano de luto nacional eu decreto um ano de foda épica!
Seems fair ?

Beijos

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Eu sou tão teimosinha valha-me Deus

Ai não deu para fazer uma madeixa azul na passagem de ano?
Ai ficou cinzento-amarelado?
Atão CONA!!!!
Agora está magenta, pintado por mim e eficazmente 2.15Eur mais barato...

Isto de ser Eva tem muito que se lhe diga no que toca a glamour capilar ^^

DEAL WITH IT!

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Querido universo

Uma perguntinha...

Porque é que eu tenho que estar com o período????
Tipo, eu percebo que morreu o Eusébio (e peço desculpa aos mais sensíveis pela menção deste grande nome mas para quem não entende e vai ficar muito ofendido quando ler, isto chama-se humor mórbido) e que ele era do Benfica  mas ... a sério? É que vao mesmo ser mais 3 dias de luto regional aqui na minha margem sul e eu precisava mesmo de um belo esfreganço só para me abstrair ...

é que hoje estou a trabalhar de mais.


domingo, 5 de janeiro de 2014

Vamos fazer de conta

Do pouco que ainda sei da vida apercebo-me que muitas vezes fazer de conta é uma boa solução para problemas complexos, outra é ir dormir.

Até amanhã.

Da contemplação assumida do exterior que engrandece o contemplado

Dizem os espíritos que andam por aqui a circular que este post vai ter um tom azedo por isso preparem-se.
Diz-se por aí também que aquela questão de as pessoas idealizarem para si uma vida que não é a sua é muito comum, natural e muitas vezes se absorvem nisso para fugirem à sua própria vida miserável e que de "accomplishements" tiveram pouco ou nada.
Diz-se por aí também que a beleza é preciso sim senhor, e que há o tal estereotipo de que as meninas bonitas per si, são burras que nem uma porta e te-vão-por-um-par-de-palitos-assim-que-virem-outro-mais-giro-que-tu... é a mesma coisa que aquele assunto dos PT's que eu também trouxe a este humilde blog há uns dias atrás.
Se eles são PT's é porque na verdade só vêem na maioria do tempo que passa cronologicamente corpos perfeitos e idealizações de fodas geniais (mas provavelmente curtas que isto dos esteróides só aumenta em cima) entre barras de ginásio.
Agora vem aqui a minha azia... se há uma preponderância para a queda e apreciação deste estilo de pessoas, meus amigos, caiam, mas não o façam à minha frente, que eu fico com tal sentimento de repugnância que só me apetece vomitar-vos em cima (para ser simpática).
Sei que a galinha da vizinha é sempre mais gorda que a minha e que a comparação é uma filha da puta que nos consome desde o primeiro dia das nossas vidas em que os nossos papás nos mostram à civilização e há logo a puta comparaçãozinha emergente sob a forma simpática do "ai tem os olhos da mãe" "o queixo do pai" ou "nao tem nada a ver com os papás.. deve sair ao avô"....
Se eu devia gastar o meu latim e a minha raiva com isto? Se calhar não devia, se calhar devia apenas deixar o futuro fluir porque ele sabe perfeitamente para onde vai e a quem vai dar lições... e graças àquilo que me tentam tirar (mas que permanece em mim cada vez mais viva), a minha intuição, diz-me que no fim de contas eu me vou rir ... e muito.

 Ainda dizem que as pessoas do bairro não sabem... sabem e muito!

Beijinhos a todos!!!!!

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

O melhor início do ano

Querido ano de 2013,
venho por este meio informar que me encontro de momento a congratular-te por teres sido estrondosamente generoso comigo ao presenteares-me com o melhor Adão do mundo, ou se não é o melhor, ao menos para mim assim o parece e por isso fico feliz.
Quero também dizer-te que te disse adeus debaixo de chuva, num pátio de igreja (qual beata que gosta de se prostrar de joelhos) e de champagne e sem passas na mão, mas tu passaste por mim e só dei conta porque os festejos no terreiro do paço também se ouviram pelos anjos.
Desta feita quero fazer-vos roer a todos de inveja porque o meu início do ano foi tão bom quanto o dia em que conheci quem me fez gemer pelo início do dia e tarde a dentro.
Pois é meus amigos ... comecei o ano a foder. E que belas quecas. Ora foi de noite, pelas altas horas da madrugada que ele enterrou o sábio nas profundezas do meu ser quente e húmido (que não derivou da chuva que apanhei), ora foi pela tarde a dentro, e pelos buracos a dentro tocando em pontos nunca dantes navegados e só não experiênciados em total êxtase porque o barulho não se podia fazer visto termos pessoas do lado de fora da porta... era má onda mostrar que estávamos a repetir a dose realmente ...

E assim foi, assim fui, e assim comecei o ano, de doce mel entrepernas e num extasiado olhar sob um corpo nu que para mim, digam o que disserem, é perfeito.


PAMMMMM